Apenas Um Garoto, Bill Konigsberg (resenha)

15:14

Ok, eu não faço a mínima ideia de como começar essa resenha (ou de como continuá-la), mas esse livro merece o esforço, então vamos lá. Eu li Apenas Um Garoto, do Bill Konigsberg, faz um tempo, mas ainda não encontrei exatamente as palavras certas para descrevê-lo. 

Autor(a): Bill Konigsberg
Páginas: 256
Editora: Arqueiro
livro enviado pela editora
Tradução: Ana Ban
Ano: 2016
Comprar: Amazon
Original: Openly Straight
Nota: ★★★★★
Sinopse: Rafe saiu do armário aos 13 anos e nunca sofreu bullying. Mas está cansado de ser rotulado como o garoto gay, o porta-voz de uma causa.
Por isso ele decide entrar numa escola só para meninos em outro estado e manter sua orientação sexual em segredo: não com o objetivo de voltar para o armário e sim para nascer de novo, como uma folha em branco.
O plano funciona no início, e ele chega até a fazer parte do grupo dos atletas e do time de futebol. Mas as coisas se complicam quando ele percebe que está se apaixonando por um de seus novos amigos héteros.

O livro é um jovem adulto contemporâneo que conta a história de Seamus Rafael Goldberg, ou apenas Rafe, um adolescente que vive em Boulder, Colorado e é assumidamente gay. Seus pais (e sua escola) são incrivelmente compreensivos, ele nunca sofreu bullying. Tudo isso é muito bom, certo? Exceto pelo fato de que ele parece estar reduzido ao rótulo gay. 

" - Estou cansado isso. Estou cansado de ser o garoto gay. Não quero mais isso para mim. Eu só quero ser, tipo, um garoto normal."

Então, para fugir de tudo isso, ele se muda para a Natik, uma escola só para garotos que fica a 3.500 quilômetros de sua cidade natal. E lá, ele decide não contar para ninguém sobre a sua sexualidade. O que funciona por um tempo, pelo menos até ele começar a se apaixonar por um de seus amigos.


O livro se equilibra entre o drama e, bem, a comédia. O humor do livro é sutil (às vezes nem tanto) e está presente por toda a história, mas também há partes mais "sérias". O autor abre discussões sobre rótulos, tolerância e aceitação de uma forma muito inteligente e, sim, esse foi um dos pontos altos da leitura. 

– Na verdade, tolerância e aceitação são duas coisas diferentes. Tolerar implica algo negativo a ser tolerado, não é? Mas e aceitação, o que é?

Rafe, o protagonista, passa por conflitos bem relacionáveis (como mudança de escola, fazer novos amigos, deixar os antigos) e outros que não são inteiramente relacionáveis (como, por exemplo, a descoberta da sexualidade), mas, em todos os momentos, podemos acompanhar o amadurecimento do personagem. 


A construção de personagens é excelente (obrigada, Bill Konigsberg) e em especial, do Ben e da Claire Olivia. Eu tenho minhas ressalvas em relação à gostar deles, mas não não posso negar que são muito bem estruturados. Ben é inteligente e complicado e a Claire Olivia é divertida e fascinante. 

"Ele estava bem próximo de mim, o nariz perto do meu. Dava para ouvir sua respiração no meu ouvido. Foi tudo um pouco surpreendente."

Tive uma experiência muito boa lendo esse livro, foi uma leitura rápida, eu dei risada e quase chorei. O final foi frustrante, mas foi uma boa conclusão para a história. Fiquei sabendo que haverá uma continuação, Honestly Ben, e não posso negar que isso me deixa muito feliz. Segundo o autor, vai ser um livro totalmente dedicado aos fãs de Apenas Um Garoto


Então é isso. Recomendo o livro para qualquer leitor (ou não leitor) que esteja procurando uma história divertida com um traço de seriedade. Apenas Um Garoto é sensacional, prometo. E, para quem já leu, me conte pelos comentários o que você achou! Gostou? Não? Qual seu personagem preferido?

Até mais pessoas.



FACEBOOK // SKOOB // INSTAGRAM

You Might Also Like

31 comentários

  1. Esse livro parece ser bem interessante... Vou tentar ler, se eu tiver a oportunidade. Gostei da maneira pouco comum que o autor tocou no assunto. É um ponto de vista diferente.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que consiga ler! Uma das coisas que mais amei sobre esse livro foi o jeito diferente em que o autor abordou os temas :D
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  2. Eu amo livros que tratam de assuntos sérios e conseguem cumprir o papel de livro "que todo mundo deveria ler" mas que contém humor, sabe? É exatamente o tipo de livro que eu escolheria para passar um final de semana inteiro lendo. Já coloquei na minha lista do Skoob <3

    Beijos,
    literarizandomomentos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "livro que todo mundo deveria ler" é exatamente como eu descreveria Apenas Um Garoto. Espero que goste <3
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  3. Gostei! Achei diferente o enredo dele, um garoto que está cansado de ser "o garoto gay da escola" e resolve se "revoltar" contra o sistema que o rotula dessa forma e partir para uma nova experiência. Preciso ler.

    Até mais! O/
    Karolini Barbara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste! O livro tem um plot bem fora do comum e o autor o trabalhou maravilhosamente bem ^-^
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  4. Acho que já tinha ouvida falar desse livro antes, mas não tenho certeza.
    Parece um livro interessante e você vendeu ele muito bem.
    Se eu tivesse dinheiro e minha pilha de leitura não estivesse tão cheia eu até compraria.

    Excelente resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Espero que dê uma chance para ele mesmo assim :D
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  5. Gostei da sinopse e amei a resenha! É um livro que não me chamou atenção no início, mas que agora gostei da premissa, uma visão diferente em cima do "ser gay", como alguns estereótipos são chatos e cansativos pra quem os sofre. Vou colocar na listinha!

    www.papodefangirl.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste! Esse livro é tão importante <3
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  6. Esse livro é uma ótima leitura por nos faz ver como outros olhos a rotina de um jovem que foge dos esteriótipos do garoto "gay".

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo! Apenas um Garoto é um livro maravilhoso <3
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  7. Gostei da proposta do livro, que me pareceu jogar uma luz nova num assunto antigo, e mostrar as coisas de um jeito diferente. Fiquei curiosa para saber como a história se desenvolve - se vira um romance, um drama engraçadinho ou se termina despedaçando os corações de quem lê. E gostei da ideia de uma continuação totalmente dedicada aos fãs. :)
    Sentimentaligrafia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A proposta do livro é bem interessante e ele é muito bem escrito! Ah, e eu (como fã) estou pirando com a continuação :D
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  8. Apesar de não fazer meu estilo de leitura, fico feliz que os livros YA estejam ganhando profundidade temática para tratar de assuntos tão importantes, principalmente na adolescência.

    www.coadjuvando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! É muito bom ver que os YAs saindo do superficial e esse livro é maravilhoso <3
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  9. Ola, tudo bem? Esse livro ja entrou para a lista. A historia parece ser bem interessante e divertida.

    Tchauzinho e até logo. ^-^

    ResponderExcluir
  10. Parece ser um livro muito gostoso de ler, fiquei profundamente interessada pela história do Rafe, quero saber como termina, vou colocar na minha lista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que goste! Eu amei o livro <3
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  11. Não tenho certeza mas acho que já tinha colocado esse livro na minha wishlist. A proposta do livro é bem interessante e como adoro livros jovem adulto com certeza quero ler esse.
    Ótima resenha :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo os YAs e Apenas Um Garoto é muito bom, prometo :D
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  12. Olá! Adorei a sinopse e a resenha! É o tipo de livro que gosto de ler, bem suave, bem gostoso de se ler, né? Pelo menos foi a impressão que me passou. Abraços e sucesso!

    www.pandapixels.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Apenas Um Garoto é bem leve e divertido :D
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  13. Olha, só com essa premissa, já me deu um embrulho no estômago :s Sou gay e isso me parece uma tentativa de romper rótulos, mas bem travada... Não é meu tipo de literatura, pode agradar quem está se descobrindo, mas considero complicado e delicado falar sobre um cara gay que aparentemente não conhece nem se interessa pela causa LGBT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um tema delicado, concordo. Mas Rafe (não sei se deu para perceber na sinopse/resenha e por isso, desculpa) de modo algum não se interessa pela causa LGBT. Pelo contrário, na verdade. A escolha dele de mudar de colégio e não ser aberto sobre sua sexualidade não significa abandonar a causa, ele, como um adolescente, quer se descobrir como alguém fora dos rótulos com os quais conviveu a vida toda.

      Ju

      Excluir
  14. Nossa, quero muito ler esse livro, achei a história incrível! Sem contar que visualmente o livro também chama muita atenção! Gostei muito da sua resenha Julia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Espero que goste de ler :D
      Beijos!
      Ju

      Excluir
  15. Acho super importante a temática e é importante retratar a sexualidade na adolescência, afinal, é uma fase bem complicada com ou sem rótulos. Não achei a motivação do protagonista muito razoável para se mudar de cidade e começar de novo sem que as pessoas saibam, mas acho que teria que ler o livro para ter uma opinião formada.


    Beijos, Vickawaii
    http://www.neverland.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo e acho mega importante que essa temática seja abordada em livros para o público "jovem adulto". Quanto à motivação do protagonista, há vários jeitos de interpretá-la. Na minha opinião, ele vê a mudança para uma nova escola como uma "experiência". Ser Rafe, o garoto gay (e carregar os esteriótipos e as consequências disso), é tudo o que ele conhece e quando a oportunidade surge, ele escolhe se mudar para outro estado.

      Mas essa é só a minha interpretação. Espero que goste do livro!

      Ju

      Excluir
  16. Eu lí esse livro e me apaixonei totalmente por tudo.
    Rafe é incrível e a forma como a relação dele com seu então melhor amigo se constrói é muito bonita!
    vocês vão adorar

    ResponderExcluir

últimas postagens

Licença Creative Commons
Não Se Preocupe Com Isso de Júlia Miyashiro está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional