15 Melhores Leituras de 2015

10:41

Ei, pessoas, tudo numa boa? Então, hoje, além do meu aniversário, é o último dia de 2015 (se você está vendo isso na data certa) e eu decidi que tinha que fazer algum tipo de post especial para homenagear o ano que passou. Assim, inspirada pelo Rehab Literária, eu vou listar as 15 Melhores Leituras de 2015 (caso o título do post não tenha sido autoexplicativo). Só que, atenção, não vou indicar os livros que amei, nem os meus favoritos, e sim os que adorei ler.

Trono de Vidro

Sinopse: Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, uma jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.





Ao todo, li três livros da série Trono de Vidro esse ano. Admito que nem sempre concordei com tudo, mas não posso negar que todos os livros são muito dinâmicos e criativos. O mundo que a Sarah J. Maas criou é um dos melhores que já vi.
resenha com spoilers

Atrás do Espelho

Sinopse: Em O Lado mais Sombrio , a releitura dark de Alice no País das Maravilhas , Alyssa Gardner foi coroada Rainha, mas acabou preferindo deixar seus afazeres reais para trás e viver no mundo dos humanos. Durante um ano ela tentou voltar a ser a Alyssa de antes, com seu namorado, Jeb, sua mãe, que voltou para casa, seus amigos, o baile de formatura e a promessa de ter um futuro em Londres.
No entanto, Morfeu, o intraterreno sedutor e manipulador que povoa os sonhos de Alyssa, não permitirá que ela despreze o seu legado. O mesmo vale para o País das Maravilhas, que parece não ter superado o abandono.
Alyssa se vê dividida entre dois mundos: Jeb e sua vida como humana... e a loucura inebriante do mundo de Morfeu. Quando o reino delirante começa a invadir sua vida real , Alyssa precisa encontrar uma forma de manter o equilíbrio entre as duas dimensões ou perder tudo aquilo que mais ama.
Essa é a continuação de um livro que li em 2014. Atrás do Espelho não foi o melhor livro do ano, mas foi maravilhoso poder voltar a acompanhar a história de Alyssa e Morfeu nessa adaptação do clássico Alice no País das Maravilhas.
resenha


Feita de Fumaça e Osso

Sinopse: "Um romance de tirar o fôlego, sobre destino, esperança e a busca de si mesmo" The New York Times.Pelos quatro cantos da Terra, marcas de mãos negras aparecem nas portas das casas, gravadas a fogo por seres alados que surgem de uma fenda no céu. Em uma loja sombria e empoeirada, o estoque de dentes de um demônio está perigosamente baixo. E, nas tumultuadas ruas de Praga, uma jovem estudante de arte está prestes a se envolver em uma guerra de outro mundo. O nome dela é Karou. Seus cadernos de desenho são repletos de monstros que podem ou não ser reais; ela desaparece e ressurge do nada, despachada em enigmáticas missões; fala diversas línguas, nem todas humanas, e seu cabelo azul nasce exatamente dessa cor. Quem ela é de verdade? A pergunta a persegue, e o caminho até a resposta começa no olhar abrasador de um completo estranho. Um romance moderno e arrebatador, em que batalhas épicas e um amor proibido unem-se na esperança de um mundo refeito.
Foi uma incrível surpresa para mim quando, no começo do ano, me deparei com esse livro. A capa não é uma das melhores (é horrorosa, na minha opinião), mas a história é uma fantasia muito bem escrita. A leitura foi bem rápida, se bem me lembro, e muito boa.


Saga dos Corvos

Sinopse: Todo ano, na véspera do Dia de São Marcos,­ Blue Sargent vai com sua mãe clarividente até uma igreja abandonada para ver os espíritos daqueles que vão morrer em breve. Blue nunca consegue vê-los — até este ano, quando um garoto emerge da escuridão e fala diretamente com ela.
Seu nome é Gansey, e ela logo descobre que ele é um estudante rico da Academia Aglionby, a escola particular da cidade. Mas Blue se impôs uma regra: ficar longe dos garotos da Aglionby. Conhecidos como garotos corvos, eles só podem significar encrenca.
Gansey tem tudo — dinheiro, boa aparência, amigos leais —, mas deseja muito mais. Ele está em uma missão com outros três garotos corvos: Adam, o aluno pobre que se ressente de toda a riqueza ao seu redor; Ronan, a alma perturbada que varia da raiva ao desespero; e Noah, o observador taciturno, que percebe muitas coisas, mas fala pouco.
Desde que se entende por gente, as médiuns da família dizem a Blue que, se ela beijar seu verdadeiro amor, ele morrerá. Mas ela não acredita no amor, por isso nunca pensou que isso seria um problema. Agora, conforme sua vida se torna cada vez mais ligada ao estranho mundo dos garotos corvos, ela não tem mais tanta certeza.
De Maggie Stiefvater, autora do aclamado A Corrida de Escorpião, esta é uma nova série fascinante,­ em que a inevitabilidade da morte e a natureza do amor nos levam a lugares nunca antes imaginados.
Não vou mentir, achei o primeiro volume da Saga dos Corvos um pouco lento. Porém, as duas continuações (Ladrões de Sonhos e Lírio Azul, Azul Lírio) me conquistaram completamente. Com uma trama bem criativa, eu achei a leitura toda bem surpreendente.
breve comentário


Assassinato no Expresso do Oriente

Sinopse: Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano.O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos.




Esse livro foi a minha primeira experiência com a Agatha Christie e, devo confessar, foi excelente. A história e o mistério foram muito bem construídos e, apesar da leitura bem curta, sinto que consegui aproveitar bastante.

A Menina Mais Fria de Coldtwon

Sinopse: No mundo de Tana existem cidades rodeadas por muros são as Coldtowns. Nelas, monstros que vivem no isolamento e seres humanos ocupam o mesmo espaço, em um decadente e sangrento embate entre predadores e presas. Depois que você ultrapassa os portões de uma Coldtown, nunca mais consegue sair. 
Em uma manhã, depois de uma festa banal, Tana acorda rodeada por cadáveres. Os outros sobreviventes do massacre são o seu insuportavelmente doce ex-namorado que foi infectado e que, portanto, representa uma ameaça e um rapaz misterioso que carrega um segredo terrível. Atormentada e determinada, Tana entra em uma corrida contra o relógio para salvar o seu pequeno grupo com o único recurso que ela conhece: atravessando o coração perverso e luxuoso da própria Coldtown. 
A Menina Mais Fria de Coldtown, da aclamada Holly Black, é uma história única sobre fúria e vingança, culpa e horror, amor e ódio.


Eu comecei a leitura com enormes expectativas e, definitivamente, a Holly Black não me decepcionou em nenhum ponto. A Menina Mais Fria de Coldtown traz o tema "vampiros" de um jeito totalmente inovador e rapidamente se tornou um dos melhores livros que li no ano.

Por Lugares Incríveis

Sinopse: Dois jovens prestes a escolher a morte despertam um no outro a vontade de viver.
Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.
Por Lugares Incríveis me surpreendeu de vários modos diferentes. Eu não esperava achar um livro tão triste e divertido ao mesmo tempo e nem me emocionar tanto com a leitura.
resenha

Para Todos os Garotos que Já Amei

Sinopse: Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos.
Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar.



Já vi inúmeras críticas positivas e negativas sobre esse livro. Mas, na minha opinião, Para Todos os Garotos que Já Amei é um livro tão divertido, tão fofo, que não consigo deixá-lo de fora dessa lista.


P.S: I Still Love You

Sinopse: Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.Em "Para todos os garotos que já amei", Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em "P.S.: Ainda amo você", Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.
Apesar de ser uma continuação de Para Todos os Garotos que Já Amei, eu resolvi separá-los por um único e importante motivo: P.S: I Still Love You foi o primeiro livro em Inglês que li na minha vida. Não vou entrar em muitos detalhes, até porque já fiz tudo isso em um post que você pode conferir aqui.
resenha


A 5ª Onda

Sinopse: Depois da primeira onda, só restou a escuridão. Depois da segunda onda, somente os que tiveram sorte sobreviveram. Depois da terceira onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram. Depois da quarta onda, só há uma regra: não confie em ninguém. Agora inicia-se A QUINTA ONDA. No alvorecer da quinta onda, em um trecho isolado da rodovia, Cassie foge deles. Os seres que parecem humanos, que andam pelo campo matando qualquer um. Que dispersaram os últimos sobreviventes da Terra. Cassie acredita que, estar sozinho é estar vivo, até que conhece Evan Walker. Sedutor e misterioso, Evan Walker pode ser a única esperança de Cassie para resgatar seu irmão — ou até a si mesma. Mas Cassie deve escolher entre a esperança e o desespero, entre a rebeldia e a entrega, entre a vida e a morte. Entre desistir ou contra atacar.
A 5ª Onda foi o tipo de livro que eu quase me bati por ter demorado tanto tempo para começar a ler. Eu completamente amei a narrativa e a história de todos os jeitos possíveis e apesar de qualquer coisa. Considero uma leitura obrigatória para fãs de distopia ;)
resenha


Encarcerados

Sinopse: “Sob o céu está o inferno. Sob o inferno, a Penitenciaria de Furnace.”De um dia para outro, Alex Sawyer passou de valentão a delinquente juvenil. Os trocados arrancados dos garotos na escola já não eram suficientes, e, com a ajuda de seu melhor amigo, Toby, começou a cometer pequenos furtos na vizinhança. Até que uma noite, homens fortes, de terno preto, e um esquisitão usando uma máscara de gás cruzaram o caminho dos dois. Toby foi cruelmente assassinado e Alex, preso e acusado pela morte do amigo. Seu novo lar? A Penitenciária de Furnace, um buraco - literalmente - para onde todos os garotos condenados são enviados, e de onde só é possível sair morto. Com guardas sádicos e criaturas terríveis responsáveis pela segurança, Furnace é o inferno. O lugar é infestado de criminosos - como as perigosas gangues Caveiras e os Cinquenta e Nove - mas também há muitos garotos que, como Alex, foram presos por crimes que não cometeram. Como escapar e provar sua inocência? Em quem confiar? O que na verdade era Furnace: um reformatório? Um depósito? Ou, pior, um laboratório maligno?
Encarcerados foi uma leitura fantástica e assustadora. O livro propõe um tema perturbador, mas Alexander G Smith o trabalha muito bem. Eu resenhei o primeiro e o segundo livro da série aqui.

Quando Cai o Raio

Sinopse: Mandaram que eu escrevesse um relato, em primeira pessoa, sobre o que aconteceu comigo, falando toda a verdade e nada mais do que a verdade. Então tá.
O que aconteceu comigo: fui atingida por um raio. Tudo culpa da Ruth, que resolveu que queria voltar da escola andando, para queimar uns quilinhos... Acabou que eu é quem fui queimada. Ninguém acreditou em mim, nem eu mesma, pra ser sincera. Eu não estava me sentindo mal, não tinha nenhuma marca ou machucado... Nem estava chamuscada! Mas logo as coisas começaram a mudar.
Quando acordei no dia seguinte, de alguma forma sabia onde estavam as duas crianças cujas fotos estampavam a caixa de leite, aquelas do Disque-Desaparecidos, sabe? Pois é.
Eu tinha certeza absoluta sobre onde elas estavam. O problema é que eu achava que estava fazendo uma coisa boa! Liguei para o Disque-Desaparecidos e avisei à simpática senhorinha onde estavam essas duas crianças, e depois mais outras... Até que dois não-tão-simpáticos agentes federais apareceram na minha escola para conversar comigo. Até parece!
Agora sou foragida da justiça, tenho que ajudar um dos meninos que foram encontrados e ainda preciso disfarçar o quanto o motoqueiro da sala de detenção mexe comigo...
Ainda bem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar... Certo?
Essa série de livros escrita pela Meg Cabot realmente me conquistou pela leitura fácil e divertida. A protagonista é bem badass e engraçada, o que tornou tudo muito melhor.

Yaqui Delgado quer Quebrar a sua Cara

Sinopse: Uma garota surge de repente no caminho da adolescente Piddy Sanchez para avisá-la de que Yaqui Delgado vai acabar com ela. Piddy acabou de mudar de escola e nem faz ideia de quem seja Yaqui, muito menos do que pode ter feito de tão errado para apanhar. Mas Yaqui sabe quem ela é, e a odeia.
Piddy Sanchez não tem descanso. Ser filha de uma imigrante cubana nos Estados Unidos e crescer sem pai já era bem difícil sem ter alguém a odiando. No ensino médio da nova escola, seu corpo atraente desperta tanto os olhares dos meninos quanto o da esquentada Yaqui, que começa atacando a novata com ameaças cruéis, mas demonstra ser capaz de muito mais que isso, tornando a vida de Piddy um verdadeiro inferno dominado pelo medo. Denunciar Yaqui não é uma opção. Fugir não adianta. O importante agora é sobreviver.
O romance explora a questão do bullying nas escolas e fala de violência doméstica, assuntos que vêm sendo cada vez mais discutidos atualmente, por afetar muitas crianças e adolescentes.
“Sensível, emocionante... e muito bem escrito. ”Kirkus Reviews
“Meg Medina aborda com sensibilidade o delicado equilíbrio entre fazer parte de um grupo e manter a individualidade.” Publishers Weekly
O que mais me chamou a atenção para o livro foi o título. Porém, Yaqui Delgado quer Quebrar a sua Cara acabou provando ser muito mais do que isso. Logicamente, a história teve seus pontos altos e baixos, mas não mudam o fato de que a leitura foi surpreendente.

Fiquei Com o Seu Número

Sinopse: A jovem Poppy Wyatt está prestes a se casar com o homem perfeito e não podia estar mais feliz... Até que, numa bela tarde, ela não só perde o anel de noivado (que está na família do noivo há três gerações) como também seu celular. Mas ela acaba encontrando um telefone abandonado no hotel em que está hospedada. Perfeito! Agora os funcionários podem ligar para ela quando encontrarem seu anel. Quem não gosta nada da história é o dono do celular, o executivo Sam Roxton, que não suporta a ideia de haver alguém bisbilhotando suas mensagens e sua vida pessoal. Mas, depois de alguns torpedos, Poppy e Sam acabam ficando cada vez mais próximos e ela percebe que a maior surpresa da sua vida ainda está por vir.

No começo do ano, eu declarei minha ligeira obsessão com a autora chick-lit Sophie Kinsella. No entanto, tudo começou com Fiquei com o Seu Número. O livro é bem envolvente e engraçado e, apesar de não ser o melhor do mundo, merece cinco estrelas somente pela leitura sensacional.
resenha

***

Bom, foi isso, gente. 2015 foi um ano maravilhoso para mim e espero que para vocês também :) Comentem aí embaixo algum livro, filme ou série que marcou vocês nesses 365 dias *--*

Até mais, pessoas.


FACEBOOK // SKOOB // INSTAGRAM


para solicitar a retirada de imagens desse post, entre em contato

You Might Also Like

10 comentários

  1. Oi... Adorei suas leituras apesar de ter lido apenas Fiquei com o seu número. Tbm adoro a Sophie e acho esse o melhor livro dela por enquanto. Quero muito ler o Trono de vidro e Feita de Fumaça e Osso.
    Feliz 2016!!! Que você tenha leituras ainda melhores... bjus
    http://reticenciasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também achei Fiquei Com o Seu Número o mais divertido da Sophie! Seguido por Menina de Vinte ;)
      Leia sim Trono de Vidro e Feita de Fumaça e Osso! Ambos são muuuito bons *-*
      Bjs, Juh^^
      p.s: feliz 2016 pra vc também >.<

      Excluir
  2. Desses eu só li Assassinato no Expresso Oriente e Por Lugares Incríveis, os dois são ótimos, né? Quero muito ler Para Todos os Garotos que já Amei, parece ser muito bom :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ambos são maravilhosos *---* assim como Para Todos os Garotos Que Já Amei ;)
      Bjs, Juh^^

      Excluir
  3. Dessa lista só li 'Assassinato no Expresso do Oriente', e com exceção da série 'Quando cai o Raio' todos os demais livros estão na minha lista e pretendo lê-los ainda nesse ano.
    xoxo

    http://planeta94.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu recomendo toooodos da lista! Quando Cai o Raio também ;)
      Bjs, Juh^^

      Excluir
  4. Olá!
    Que ano produtivo! Provavelmente leria qualquer um desses livros. O livro da Agatha Christie eu já li e simplesmente amo essa autora! <3 Perdi a conta de quantos livros dela já li :)
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente eu só li Assassinato no Expresso dp Oriente da Agatha, mas espero mudar isso esse ano hahaha ;) ah, e eu também indico tooodos os livros da lista, são muito bons *.*
      Bjs, Juh^^

      Excluir
  5. oi ^^
    pow eu li a menina mais fria, muito boa a leitura e eu não imaginava que iria gostar tanto.
    no mais esse foi o único q eu li da sua lista.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Menina Mais Fria também foi uma surpresa muito boa! Eu nunca tinha lido nada da Holly Black ;)
      Ah, e sobre os outros livros, recomendo tooodos *-*
      Bjs, Juh.

      Excluir

últimas postagens

Licença Creative Commons
Não Se Preocupe Com Isso de Júlia Miyashiro está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional