Eve & Adam & Altas Expectativas...

17:52

Ei, pessoas, tudo numa boa? Então, hoje vou resenhar um livro que queria ler há muito, muito tempo: Eve e Adam, do Michael Grant e da Katherine Applegate. Não vou mentir, há inúmeras falhas na construção geral da história, mas até que gostei... Claro, por conta da espera, minhas expectativas estavam lá no alto e acho que foram alcançadas, de certo modo.

Páginas: 272
Editora: Novo Conceito
Tradução: Carolina Raquel Caires Coelho

Livro único
Tempo de Leitura: 6h
Ano: 2014
Título Original: Eve and Adam
Nota: ★★★
Sinopse: Todo mundo devia ter defeitos. Não é isso que nos torna interessantes? Não é isso que nos impede de sermos cópias uns dos outros?
Filha única da poderosa e fria geneticista Terra Spiker, Eve quase perde uma perna em um atropelamento. O processo de cura no luxuoso complexo Spiker transcorre com uma rapidez impressionante, o que desperta a curiosidade da menina.
Antes que Eve estreite os laços com Solo, um rapaz que compartilha segredos com a corporação, a Dra. Spiker propõe um desafi o a sua fi lha: Eve terá a chance de testar, em primeira mão, um software desenvolvido para manipular genes humanos. Ela poderá criar o garoto ideal, sob medida!
Mas brincar de Deus tem consequências, e agora Eve vai descobrir até que ponto existe perfeição

***

O livro é narrado pelos dois protagonistas iniciais, Eve e Solo (sim, o Adam só entra depois). Eve é a única filha da megera Terra Spiker, a dona de uma das maiores clínicas biofarmacêuticas do mundo. Porém, somente depois de um grave acidente de carro, nossa personagem principal acaba descobrindo a verdade sobre os reais experimentos que são realizados nos laboratórios de sua mãe, como eles salvam vidas de um jeito bizarro que transpira ilegalidade. Será que o fim justifica os meios? Essa é a principal questão.

Bom, começando pelo enredo, a leitura foi mediana, porém rápida. Se não me engano, o livro tem umas duzentas e poucas páginas e, por isso, o acabei em poucas horas. Mas, devo alertar, mais ou menos da página cento e oitenta em diante, a qualidade caí muito. O drama reina e, acima de tudo, a falta de criatividade (também conhecida como excesso de clichês). Cada coisa previsível que pude imaginar aconteceu. 

Os personagens também foram agridoces. Os dois protagonistas são bem abordados, porém senti um pouco de falta de uma verdadeira "conexão" entre eles e o leitor, o que para mim foi um pouco desapontador. Sobre os secundários, não há muita coisa a dizer, principalmente porque eles não são o foco central. Na verdade, quase não ouvimos falar deles durante a narrativa. 


Nem mesmo do vilão, infelizmente. O antagonista da história não aparece do nada (um ponto positivo), mas é bem decepcionante. Primeiro porque ele claramente tem uns parafusos a menos, e em segundo lugar porque não há nenhuma outra palavra para descrevê-lo, senão covarde. 

Ok, enfim, ainda tem o romance para discutir. Apesar do que se vê na capa e na sinopse, o romance não é a principal questão retratada no livro, pelo menos eu não senti como se fosse. No entanto, há um casal bem fofo, devo admitir. Só que, para dar uma equilibrada, um outro é formado no finalzinho da história e, caramba, que ridículo. O cúmulo dos clichês.

Ah, e falando em romance, tem outra coisa que gostaria de comentar brevemente: o Adam. Para quem não sabe, ele é o ser humano perfeito criado pela Eve, nossa protagonista. Ele, mesmo afirmando várias vezes que não é uma máquina, ainda me pareceu uma. Não ter personalidade é uma de suas principais características. 


Sobre a escrita dos autores, acho que eles poderiam ter aprofundado um pouco mais a história e ter abordado outros assuntos relacionados. Mas não é um problema, de qualquer forma. Gostei bastante da discussão que eles trouxeram junto com o livro e também o modo como fizeram isso, despretensiosamente. Você pode pensar sobre isso, sobre toda essa coisa de "vale a pena sacrificar uns para salvar outros" ou somente ignorar. Simples assim. 

***

Bom, é isso, gente. Essa foi uma resenha um pouco complicada de fazer e, pode parecer que não, mas realmente tive uma boa leitura. Recomendo para todo mundo, mas já vou avisando: cuidado com as expectativas ;)

Até mais, pessoas.

You Might Also Like

8 comentários

  1. Que legal. *-*
    Eu vi a capa aqui no meu feed do blogger e vim correndo ler a resenha, eu sei que não devemos julgar pela capa, pois podemos perder uma boa leitura, mas o que mais me chamou a atenção até ler a resenha foi isso.
    Eu já gostei quando vi que o livro tem um enredo em torno de "criar o ser humano perfeito", eu adoro coisas do gênero, assisti dois doramas (estou terminando o ultimo), que o foco é justamente criar esse ser humano perfeito. Um deles é a versão Coreana Absolute Boyfriend e a Japonesa é Zettai Kareshi (O Namorado Perfeito) que ainda estou assistindo. Só recomendando caso alguém queira assistir.

    Voltando a postagem, mesmo pela sua resenha que pareceu causar um pouco de desanimo para ler, eu ainda quero ler o livro. Não vou mentir, eu realmente gosto de coisas assim e chichês, não quando o clichê é demais, mas gosto.

    Esse com toda certeza vai para a minha listinha. *-*

    >> www.mhyllaoficial.tk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LEIA!! Sério, há muitos pontos negativos no livro, mas a leitura foi sensacional!! *---*
      Sobre as indicações, muuito obrigada, vou dar uma olhadinha porque também amooo essa idéia de ser humano perfeito ;)
      Sobre julgar o livro pela capa, relaxa porque tenho muito disso em mim... Eu sei que é errado, mas fazer o que?? A capa SEMPRE chama mais atenção, kkk ^^
      Bjs, Juh.

      Excluir
  2. Gostei do trama, chama muita atenção quando um livro faz uma relação com Bíblia, como esse que faz com Adão e Eva e tal. Gostei mesmo, mas não sei se vou ler, já que não curto livros previsíveis! :(

    Beijos,
    http://daniperere.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, só posso dizer uma coisa: a leitura foi muuuito boa!! Se você não colocar altas expectativas no livro, nem tentar "analisá-lo" tanto assim, acho que vai gostar bastante também ;)
      Bjs, Juh^^

      Excluir
  3. Ainda não tive a oportunidade ler ele mas parecer ser bem legal, menina e eu amei esse blog a aparência da um gostinho de quero voltar mais vezes aqui, ta muito fofo teu blog Juh um big beijos e muitos sucessos pra ti.
    http://www.minaimperfeita.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho bom vc voltar mesmo, hein?? kkkk, bom eu supeer recomendo Eve&Adam (um livro muuuito bom) e fico muito feliz por ter gostado do Não Se Preocupe! >..<
      Bjs, Juh^^

      Excluir
  4. Super concordo com sua resenha...
    Tive as mesmas altas expectativas e a história deixou muito a desejar :(
    Antes de ler, até dei uma pesquisada nas opiniões do skoob, mas maioria pareceu amar, o que só reforçou minha crença numa boa obra.
    Acho que os autores foram muito fracos em narrativa e detalhes.
    Adorei sua resenha, poucos são tão sinceros assim.
    Acompanho o blog sempre e adoro as novidades que tem por aqui :)

    Abraço,
    Biblioteca do Coração ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VOCÊ LEU!! Adoro quando pessoas que leram o livro comentam *------------*
      Ok, enfim,infelizmente para a gente que leu com muitas expectativas, né?? A leitura acabou não sendo tudo o que esperávamos :( PORÈÈM, Eve&Adam até que é "legalzinho", bom para passar o tempo e tals... Tive a impressão que os autores chegaram a tentar aprofundar a narrativa e os conflitos, mas depois desistiram... Aconteceu com você também??
      Bjs, Juh ^^

      Excluir

últimas postagens

Licença Creative Commons
Não Se Preocupe Com Isso de Júlia Miyashiro está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional