Tentativa de Resenha: Quem é Você, Alasca?, John Green

17:14

Ei, pessoas, tudo numa boa? Então faz um tempinho desde a última vez que eu dei atenção para o Não Se Preocupe, mas tenho bons motivos, juro. O primeiro é que agora eu sou colunista do Books Acess, um outro blog sobre séries, resenhas e filmes (para conferir meu primeiro post clique aqui)... O segundo é que estou lendo muito, quem me acompanha no Skoob sabe que estou sempre atualizando minha estante >.<

Bom, vamos ao que interessa? Recentemente (tipo, ontem) eu li Quem É Você, Alasca? e, meu deus, que livro maravilhoso. Ele é jovem, tem a cara do John Green e me lembrou do porquê ele é um dos meus autores favoritos.

Autor(a): John Green. 
Tradução: Edmundo Barreiros.
N° de Páginas: 272.
Editora: Intrínseca. 
Livro Único.
Ano: 2014. 
Título Original: Looking For Alaska.
Nota: ★★★★★+♥

Sinopse: Quem é Você, Alasca? - Miles Halter leva uma vida sem graça e sem muitas emoções na Flórida. O garoto tem um gosto peculiar: memorizar as últimas palavras de grandes personalidades da história, e uma dessas personalidades, François Rabelais, um escritor do século XV, disse no leito de morte que ia em busca de um Grande Talvez. Para não ter que esperar o próprio fim para encontrar seu Grande Talvez, Miles decide fazer as malas e partir. Ele vai para um internato no ensolarado Alabama, onde conhece Alasca Young. Ela tem em seu livro preferido, O general em seu labirinto, de Gabriel García Márquez, a pergunta para a qual busca incessantemente uma resposta: Como vou sair desse labirinto? Miles se apaixona por Alasca, mesmo sem entendê-la, e o impacto da garota em sua vida é indelével.


A história é, basicamente, sobre Miles (ou Bujão, para os mais íntimos), um garoto nerd, inexperiente e completamente antissocial (aliás, como quase todos os outros personagens masculinos relevantes do Green). Mas, tudo muda quando ele vai para um Colégio Interno no Alabama e conhece o Coronel, um baixinho surpreendentemente bom colega de quarto, Takumi, um japonês que não entende nada de computadores, Lara, uma imigrante vinda da Hungria (só que não) e Alasca, uma garota procurando uma saída para O Labirinto. Então, em meio a trotes memoráveis, inúmeros cigarros fumados no banheiro e garrafas de bebida, quem sabe Miles encontre o Grande Talvez.

Eu gostaria de iniciar essa resenha opinando sobre o seguinte assunto: os personagens. Eu mal consigo falar sobre eles, porque, se todo mundo critica o enredo dos livros do John Green, com certeza o ponto forte do autor são os personagens. Apesar de muito parecidos, todos eles são diferentes em diversas questões, além do mais, Green sempre intercala a seriedade com o humor e o resultado disso são: Q e Ben, de Cidades de Papel. Hazel e Augustus, de A Culpa é das Estrelas. Collin e Hassan, de Teorema Katherine. Entendem o que eu quero dizer?

Outra coisa que me chamou bastante atenção foi a forma como John conseguiu criar personagens jovens. Há muitos outros autores por aí (não estou criticando, muito) que escrevem sobre crianças de 12 anos agindo e pensando como se tivessem, na verdade, 9, por exemplo. Isso também acontece ao contrário. Adolescentes de 17, como se tivessem 24. Porém, isso não ocorre em nenhuma parte de Quem é Você, Alasca?. Todo mundo é jovem e invencível. 

Sobre o enredo, devo admitir que não houve muitas surpresas (recebi um spoiler que quase acabou com a minha vida). Porém, lógico, o livro inteiro é mais focado, primeiramente, Miles e, depois, Alasca, então, sei lá, não vá esperando aliens ou ninjas durante a leitura, viu?

Agora, falando um pouco sobre o romance, não foi nem um pouco decepcionante, pois eu já esperava que algo semelhante fosse acontecer. Sinceramente? Não classifico nem Cidades de Papel nem Quem É Você, Alasca? como romances, propriamente ditos. Quer dizer, em ambos os livros, o foco principal (pelo menos para mim) não é o amor e sim a vida e o amadurecimento dos personagens principais.

Houve pontos positivos? Claro. As citações de Green sempre são as melhores, assim como os finais. Sim, eu gostei bastante. Houve também inúmeras partes originais que me deixaram sem folego (não posso dizer quais foram, sinto muito). E pontos negativos? Não. Pelo menos, sempre que penso sobre o livro, não consigo imaginar nenhum. 

Então é isso, gente. Eu tentei, juro que sim, escrever uma resenha incluindo tudo o que eu tinha para falar sobre essa obra prima. Não deu certo, porque eu ainda preciso muito conversar com alguém sobre Quem É Você, Alasca?, mas, pelo menos, gostei do resultado. Comente se gostaram (ou não), me sigam no GFC e no Facebook para acompanhar o blog e me respondam: o que vocês acham sobre os livros do John Green?

Até mais, pessoas.

P.S²: clique aqui.

You Might Also Like

16 comentários

  1. minha filha se tu precisa de alguem para cv sobre o livro eu estou aqui, simplesmente amei esse livro, minha relacao c o john green eh de amor e odio, amo alguns livros dele mas nao gosto de outros. tb acho que ele escreve os personagens mt bem e se coloca no lugar deles c a idade deles, amei tua resenha e amei esse livro tb, quando eu comecei nao peguei nenhum spoiler mas ta um pouquinho muito na cara o que vai acontecer quando vc esta lendo
    tonsdeleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii, Lud,
      MEU DEUS AQUELE LIVRO DESTRUIU MINHA VIDA x.x
      Eu também acho que era um pouco previsível por causa dos nomes dos capitulos, mas, de qualquer forma, Quem É Você, Alasca? é um livro perfeito...
      Eu, na verdade, amei todos os livros do John Green que li até agora (Cidades de Papel, ACEDE e Teorema Katherine)... Uns menos do que outros, mas mesmo assim acho ele um escritor bom pra caramba *.*

      Bjs, Juh.

      Excluir
  2. Oi Ju sinceramente este tipo de livro e ao meu ver mais voltado para o público adolescente que não é o meu caso kkk mas parece que a maioria de quem já leu gostou bastante gostei muito do tom coloquial da sua resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii, Kika,
      Não vou te enganar, Quem É Você Alasca? é bem "jovem", mas, na minha opinião é tão legal que acho que serve também parar todas as idades... Recomendo ;)
      Obrigado pelo elogio a minha escrita *.* eu penso que escrevendo desse jeito é mais interessante para mim e para os leitores ^^

      Bjs, Juh.

      Excluir
  3. Oi Juh, tudo bem?
    Quem É Você, Alasca? é o livro que eu menos gosto do John Green, mas mesmo assim é incrível e muito acima da média. Eu simplesmente sou apaixonada pela sua escrita, pela forma como ele aborda temas sérios e sensíveis e como ele consegue dialogar tão bem com os jovens. <3

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii, Carol,
      Sério?? É o livro que você menos gosta?? Ok, então...
      Eu também sou bastante apaixonada pela escrita do John Green, ele é bastante original quando se trata de assuntos pesados para jovens e, claro, não podemos esquecer do enorme talento para criar personagens tão hilários e maneiros, né?

      Bjs, Juh.

      Excluir
  4. Oi Juh, eu achei seu blog perfeitooooo *-* Não acredito que você também é semideusa, e eu simplesmente adoro O Lado Mais Sombrio! Eu fiz uma resenha de Deixe a neve cair, entra lá no meu blog! é o laurayasmink.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii, Laura,
      Obrigada pelo elogio ao blog *...* Percy Jackson foi o livro que me transformou nessa leitora compulsiva/obsessiva que sou hoje, hehehe.. E eu também AMO o Lado Mais Sombrio, porque é impossivel ler e não amar, né?
      Eu nunca li Deixe a Neve Cair, então vou ver sim sua resenha, quem sabe você não me convence a ler??

      Bjs, Juh.
      P.S: Eu resenhei Atrás do Espelho (http://naosepreocupecomisso.blogspot.com.br/2015/03/mos-resenha-cinco-estrelas-atras-do.html)

      Excluir
  5. Olá, obrigada por deixar o seu link na minha publicação.
    John Green arrasa né?! Já li "A Culpa É Das Estrelas" e estou lendo "O Theorema Katerine", sou doida para ler esse ai.
    Beijo.
    "Nada" Maquiada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii, Raquel,
      Primeiramente, de nada *-*
      O John Green é um autor incrível ;) A Culpa é das Estrelas (mesmo sendo "modinha"), é um livro espetacular e Teorema Katherine é muito bom também (apesar de ter muita matemática, hehehe)... Está em que parte?? E, o mais importante, está gostando?? Bom, eu recomendo Quem é Você, Alasca? porque foi um dos melhores livros que eu já li, viu?

      Bjs, Juh.

      Excluir
  6. Oi, Juh, os enredos do John Green em si não apresentam muitas surpresas, pelo menos para mim. E mesmo assim ele consegue cativar e encantar o leitor. Adorei sua resenha e fiquei bem curiosa para ler.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 3 ganhadores e você escolhe o livro que deseja ganhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O John Green é um dos meus autores preferidos justamente por causa disso, porque ele encanta o leitor com muito pouco.... Que bom que gostou da resenha *.* eu super recomendo a leitura ;)

      Bjs, Juh.

      Excluir
  7. Ah, para! Claro que deu certo sua resenha! Amei, parabéns pela espontaneidade, odeio textos quadrados. Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii, Julieta (adorei o nome *.*)
      Que bom que gostou da resenha! Seu comentário acabou de elevar meu ego, hehehe...

      Bjs, Juh.

      Excluir
  8. Eu to doida para ler esse livro, falta de oportunidade não sei, mas estão na minha lista de próximos a serem comprados haha. Adorei a resenha (:
    Adrielli Oliveira
    loading1blog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii, Adrielli,
      Eu também demorei um tempão para começar a leitura (ganhei o livro de aniversário há séculos atrás...), mas, vai por mim, foi FAN.TAS.TI.CO suuuuper recomendo ;)

      Bjs, Juh.

      Excluir

últimas postagens

Licença Creative Commons
Não Se Preocupe Com Isso de Júlia Miyashiro está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional